sexta-feira, 21 de agosto de 2015




Uma escola-orfanato que devolve as onças à natureza: no Terra da Gente
Em Itapira, o projeto Corredor das Onças devolve os grandes felinos à mata. Programa também estreia o quadro Novo de Novo.
O Terra da Gente de sábado (22/08) vai a Itapira, no interior de São Paulo, para conhecer o projeto Corredor das Onças, que prepara os grandes felinos resgatados em situação de risco para a reintegração à natureza.




Em Itapira, onças são resgatadas e preparadas para voltar à natureza. Veja no Terra da Gente. http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/index.html

 

Onça-parda
Escola de onças
A equipe do Terra da Gente vai a Itapira, cidade do interior paulista, para conhecer o projeto Corredor das Onças, uma quase “escola-orfanato” que ensina hábitos selvagens a onças resgatadas em situação de risco e procura devolvê-las à natureza.
Atualmente, o projeto abriga seis onças, mas uma se destaca pela história comovente. Abayomi, um macho de onça-parda, tornou-se símbolo de resistência da espécie após sofrer um acidente que lhe tirou a mãe.
Foram tantos os obstáculos enfrentados pela oncinha, que a história se transformou em livro infantil. A narrativa destaca a espécie e conscientiza as crianças sobre a importância da preservação e do cuidado com a natureza.



Márcio Campos/TG (Foto: Márcio Campos/TG)

Onça-parda: conservação (Márcio de Campos/TG)

(OBS.OPINIÃO SOBERANA:
Este tipo de atitude deveria ser tomada pelos principais responsáveis pela política mundial. A ONU pode(ria) e deve(ria) incentivar os países membros, e que possuem parques zoológicos, a transformá-los em reservas onde, os animais pudessem ser readaptados para voltarem às suas vidas normais, ou seja, ao convívio com a natureza de onde foram retirados. Muitos desses animais não conseguem se reproduzir em cativeiro e, se fossem criadas essas reservas para readaptá-los, certamente não entrariam em extinção. Mas, não é só com o fim dos zoológicos e na readaptação, e soltura(libertação) desses animais que se deveria focar para a preservação da vida silvestre e sim, com a proibição veemente da caça indiscriminada que ocorre em várias partes do mundo. Além da preservação do ecossistema.
O animal é um ser vivo que deve ser respeitado e preservado como os seres humanos. A matança indiscriminada, sob os mais diversos argumentos e justificativas como a caça predatória, a caça esportiva e outros,  deveria ser reprimida e suspensas todas as licenças para este fim. Não há relevância para tais atitudes. É um crime de proporções e consequências desastrosas. O predador de determinada espécie, quando não tem o seu alimento específico, ele vai em busca de substitutivos e, nesse caso, com o crescente desmatamento, onde fica o seu habitat natural, os seres humanos próximos sofrem as consequências dessa insanidade praticada contra a natureza.
Tem-se observado constantemente e através dos noticiários constata-se a veracidade desses fatos, em que muitos animais invadem as cidades próximas de seu ecossistema, tudo isso, devido a falta dos seus meios de subsistência, causada pelo desmatamento indiscriminado, praticado por inescrupulosos elementos que só visam seus próprios interesses e enriquecimento ilícito, além dos governos omissos, que certamente tem sua parcela de participação, de alguma forma.[txt. p/Jzrobman])